Ver perfil

pensamentos furiosos - nº 46

Revue
 
Se precisamos de apregoar é porque não se nota. Nos pensamentos furiosos deste mês gostava de partilh
 

pensamentos furiosos

19 de Junho · Edição Nº45 · Ver na web
newsfeed com as últimas coisas que ando a ler, intuir, pensar e fazer

Se precisamos de apregoar é porque não se nota.

Nos pensamentos furiosos deste mês gostava de partilhar convosco opiniões fortes e o porquê de dizermos não ao hype do teletrabalho.

Decisões que andamos a tomar:
The nowhere of Angry Ventures: a company without an office - Angry Ventures
-
o que ando a ler:
The Infinite Game by Simon Sinek
The Infinite Game by Simon Sinek
Do you know how to play the game you’re in?
In finite games, like football or chess, the players are known, the rules are fixed, and the endpoint is clear. The winners and losers are easily identified.
In infinite games, like business or politics or life itself, the players come and go, the rules are changeable, and there is no defined endpoint. There are no winners or losers in an infinite game; there is only ahead and behind.
-
o que ando a intuir:
To build a business empire, own an opinion (not a marketing budget)
-
o que ando a fazer:
Episódio 12 - Identifique Problemas e Não os Tolere
-
extras:
Consider A/J testing | Seth's Blog
The Most Damaging Tweet Ever - Better Marketing - Medium
Carl Jung and Synchronicity: The Search for Meaning in Coincidence
The Risk of Discovery
The Most Important Media Businesses of the (Past and) Future — Matthew Ball
Nadia Eghbal | The tyranny of ideas
I Tested Positive For Covid-19. Here’s What I Went Through.
Working remotely builds organizational resiliency - Signal v. Noise
-
E, como sempre, todo o feedback será bem vindo! Que ponto gostaste mais? Que ponto gostaste menos? Do que discordas? Faz “Responder” e continuamos a partir daí a conversa!
Um forte abraço,
F
Curtiu essa edição?
Se você não quer mais receber essa newsletter, por favor cancele sua assinatura aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Fernando Moreira via Revue.
Rua Santo Amaro, 17A - 1200-803, Lisbon \ Portugal